Calos e calosidades X Alterações climáticas

Calos e calosidades X Alterações climáticas

Publicado por: Ana Publicado: 21/01/2020 Visitas: 1431 Comentários: 0

A temperatura influencia a sensibilidade, a dor e aparência dos calos, tanto em dias com umidade relativa do ar muito alta ou muito baixa.

Temperatura úmida

Em dias úmidos, a calosidade, os calos com núcleo ou os calos pressionados pela unha tornam-se extremamente doloridos devido à absorção dessa umidade pela queratina compactada, ocorrendo aumento do volume o que favorece a inflamação tecidual, que envolve o núcleo do calo.

Alta temperatura

Já em dias secos e quentes, os calos e calosidades que mais incomodam são os calos superficiais que, devido à falta de umidade da pele, tornam-se extremamente secos e duros, provocando fissuras, descamação, irritação e queimação no local. Muitas vezes, surgem bolhas e extravasamentos de capilares sanguíneos. A calosidade, com o excesso da umidade do ar, torna-se mais espessa e emborrachada, o que dificulta o procedimento podológico.

Procure um Podólogo

O desbaste precisa ser realizado com instrumentos bem afiados e movimentos precisos para evitar lesões desnecessárias. Porém, o trabalho deve ser minucioso e bem feito, pois, muitas vezes, é o motivo de procura pelo profissional, para aliviar a dor e melhorar o aspecto estético dos pés.

Fonte :
Podologia: Calos e Calosidades Técnicas e Prevenção
Aparecida M. Bombonato

Conceição A. P. Justino
Jayme R. Justino


 

 
 

Tags: calor, calos, calosidades, alta temperatura, dias quentes, dor no núcleo, calo com núcleo, calos superficiais, podólogo, podologia

Comentários

Escreva o comentário

BLOG

LEIA MAIS

 

AGENDA

ACESSE

REVENDEDOR

ACESSE

VALE PRESENTE

LEIA MAIS