Os índios e o cuidado com os pés, com a higiene e com a saúde

Os índios e o cuidado com os pés, com a higiene e com a saúde

Publicado por: Ana Publicado: 18/04/2019 Visitas: 1214 Comentários: 4

Os índios possuíam conhecimento para tratar a saúde

Antes da colonização, os índios que habitavam as terras brasileiras já possuíam conhecimentos que os permitiam tratar a saúde utilizando recursos naturais. Pesquisas recentes de cartas enviadas a Portugal na época do descobrimento e início da colonização indicam, por exemplo, que os índios tinham conhecimentos sobre fraturas, as quais imobilizavam com talas de bambu; amputação; suturas (feias com um cipó específico); anestesia (sendo que alguns dos componentes utilizados seriam incorporados às primeiras anestesias modernas, quinhentos anos depois); controle da natalidade (não era permitido ter mais do que dois filhos por família, pois esse era o máximo que uma mãe poderia carregar em caso de fuga causada pelos constantes atritos tribais); e, o mais importante, higiene, pois os índios se banhavam de quatro a cinco vezes ao dia. Nesses banhos também praticavam natação, o que auxiliava a manter o porte físico. Além de manterem organizadas suas aldeias e suas ocas, eles nunca jogavam seus dejetos nos rios, pois sabiam que dos rios e das matas tirariam os recursos para sua sobrevivência.

Cuidados com os pés

No que diz respeito ao cuidado com os pés, após o banho era rotina usarem pedras porosas na região plantar, esfregarem folhas que promoviam esfoliação da pele, e outras folhas hidratantes e perfumadas para manter a hidratação. Para feridas ulcerosas, que eram muito comuns na época, eram esfregadas folhas causticantes até irritar o local, e depois aplicadas folhas trituradas ou mastigadas como curativos. Os relatos em cartas afirmam que a cicatrização era rápida.

Esses hábitos de higiene e saúde eram comuns a todos os habilitantes as aldeias e eram praticadas regularmente; os índios ajudavam uns aos outros sem nenhuma forma de pagamento. Os casos mais complexos eram tratados pelo pajé, que recebia privilégios pelo seu serviço.

Por andarem descalços, os índios possuíam uma musculatura mais desenvolvida nos pés e uma resistência maior na pele. Grande parte de suas patologias podológicas eram originadas por picadas de animais e feridas provocadas por espinhos e gravetos.

A importância da sabedoria indígena

Com a chegada dos colonizadores, os índios acabaram entrando em contato com novas doenças e pragas, as quais ajudaram a dizimar quase toda a população nativa. Mesmo assim, a sabedoria indígena permitiu que os boticários tomassem conhecimento de novos medicamentos e ervas, os quais foram muito utilizados até praticamente o final do reinado de Dom Pedro II, pois os medicamentos vindos da Europa eram muito caros e sua importação era difícil. Com esses conhecimentos, os boticários também desenvolveram tinturas, extratos e xaropes, entre outros produtos, que foram de grande ajuda para os médicos. Alguns, inclusive, são usados até os dias atuais.

O primeiro cuidador de pés no Brasil

No século XVI, alguns trechos das cartas de Padre Anchieta (1) também levam a crer que ele foi um dos primeiros cuidadores de pés do Brasil, por se intitular “médico sapateiro” e por ter assimilado conhecimento da medicina indígena, tratando de feridas e chagas das pernas e dos pés – patologias frequentes que acometiam os novos habitantes da colônia em virtude das dificuldades de andar calçados adequadamente e da grande quantidade de insetos, répteis e até de animais domésticos que transitavam entre a população.

Por meio desses relatos, temos mais um indício de que o conhecimento que os índios tinham de uma vida saudável e o vasto domínio sobre os medicamentos naturais encontrados em nossas terras foram uma grande riqueza (talvez até maior do que o outro e as pedras preciosas), a qual, infelizmente, se tivesse sido mais explorada, poderia ter nos dado a oportunidade de ser hoje uma potência na indústria farmacêutica mundial.

Trecho extraído do livro Podologia – Técnicas e especializações podológicas

(1)   As reproduções das cartas estão disponíveis nas páginas 22 e 23 do livro

Tags: índio, indígena, dia do índio, pé de índio, higiene, saúde, podologia, pés, bem estar, cuidados com os pés, tribos, tribo indígena. índia

Comentários

Escreva o comentário

BLOG

LEIA MAIS

 

AGENDA

ACESSE

REVENDEDOR

ACESSE

VALE PRESENTE

LEIA MAIS